lançamento oficial do Ibradados

OABRJ sedia lançamento oficial do Ibradados

Instituto se dedicará a estudos sobre a proteção de dados

Por Felipe Benjamin - OABRJ - Notícia completa

Foto: Bruno Mirandella


O plenário Evandro Lins e Silva, na sede da OABRJ, foi palco do lançamento do Instituto Brasileiro de Estudos em Proteção de Dados (Ibradados), na noite desta terça-feira, dia 7. Com o auditório repleto, a mesa, comandada pela vice-presidente da Seccional, Ana Tereza Basílio, falou sobre os desafios da entidade, que reúne advogados e especialistas da área de informática, para debater os rumos da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), aprovada e sancionada em 2018. "É uma grande alegria estar aqui hoje para falar de proteção de dados e para fazer o lançamento do Ibradados", afirmou Ana Tereza, que também preside a nova entidade. "O Direito é vivo e vai sempre se modificando e se adaptando à sociedade. Temos a Lei de Proteção de Dados que nem é tão nova, mas cuja vigência é bastante recente, e que não é apenas um apanhado de dispositivos para regular o tratamento de dados. É uma nova cultura, uma nova forma de agir e proceder, que gerou essa reunião desse grupo de advogados de diferentes áreas". Em sua fala inicial, Ana Tereza também destacou a rápida expansão do novo instituto. "Já temos representantes na Bahia, em Brasília, no Paraná, em São Paulo", afirmou a presidente. "Ficamos felizes e surpresos com a quantidade de colegas que já aderiram ao Ibradados. Nosso objetivo é promover o estudo e o aperfeiçoamento da advocacia nessa nova área tão abrangente. Encaminho a todos o abraço afetuoso de nosso presidente, Luciano Bandeira, que não pode estar presente". A diretora Cândida Diana Terra, vice de administração, finanças e planejamento, destacou a necessidade da participação de novos associados no instituto. "Estamos colocando as paredes e o telhado, mas quem irá preencher esse instituto serão nossos associados", afirmou Cândida. "Esse é um tema novo no Brasil, que na Europa já está sendo discutido há décadas. Digo que é um caminho sem volta, que não há mais como caminhar sem olharmos para a proteção de dados. Essa é uma área importante e promissora, e uma nova oportunidade para a advocacia, pois há muito trabalho a ser feito. Descobri a Lei Geral de Proteção de Dados há três anos e para mim a inauguração desse instituto é a realização de um grande sonho e um desafio enorme". O mesmo sentimento foi ecoado por Marcos Crissiuma, advogado da área criminal, e vice-presidente de Comunicação, Marketing e Eventos. "Fico feliz de integrar um instituto criado com tanto esforço", afirmou Marcos. "Tenho a missão de trazer o viés criminal para o instituto. Demos o pontapé inicial e temos um ano inteiro pela frente com muito trabalho a ser feito, e esperamos que todo mundo venha participar desses projetos, cursos e estudos sobre a proteção de dados. Trabalho pela frente é o que mais teremos". Para William Rocha, vice-presidente de Conteúdo Acadêmico, o Ibradados já nasce com uma característica universalista. "Além de captar o mundo jurídico para a ideia de proteção de dados, também iremos atrair profissionais da área de proteção de dados ligados à segurança da informação", afirmou William. "Temos aqui hoje representantes de cursos de tecnologia, da Comissão de Proteção de Dados e também da Proteção do Direito do Consumidor. Apesar de essa ser uma área nova, ela traz conceitos antigos, como a preservação e a dignidade da pessoa humana. Temos um universo enorme para explorar e o conteúdo acadêmico não se esgota num único tema. Em breve lançaremos um edital para elaboração de artigos e a confecção de uma revista do Ibradados. Aguardem. lançaremos muita coisa pela frente". O vice-presidente de Governança e Tecnologia, Walfrido Brito, destacou a multidisciplinaridade na essência do Ibradados.

Foto: Bruno Mirandella

"A tecnologia, na sua evolução, traz um contexto da arquitetura, no qual é preciso proteger as bases de dados de um negócio, como também um princípio de gestão, assim como toda uma revisão da arquitetura sistêmica da organização, seja ela no âmbito do gerenciamento de serviços até a proteção da infraestrutura de TI", afirmou Walfrido. "Propósito do Ibradados é formar pessoas, é disponibilizar e compartilhar conhecimento com a sociedade. Temos um grande desafio, que é construir uma certificação profissional para atender os cerca de 70 mil novos profissionais dessa área". Por fim, a vice-presidente de Relações Institucionais, Mariana Haft, destacou a importância da pluralidade na natureza do instituto. "Todo nosso processo de criação e de idealização do Ibradados foi muito rico e nos mostrou o quão importante é a multidisciplinaridade dentro de um grupo", disse a advogada. "Não nos identificamos como especialistas da área jurídica e nem sequer só da área jurídica, já que há profissionais de outras áreas envolvidos. A LGPD mostra que a legislação e o conteúdo jurídico devem acompanhar fluxos e processos. Esperamos que nossos associados tragam para nossos eventos, discussões e cursos toda a riqueza de experiências que precisamos".

Para mais informações, o site do ibradados (https://ibradados.com.br/) já está no ar.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo